Entenda sua margem e saiba como calcular o empréstimo consignado

Você sabia que a margem do empréstimo consignado não pode comprometer mais de 35% do seu salário? Confira como fazer o cálculo e acabe com as suas dúvidas!

Margem: Entenda e Saiba como Calcular o Empréstimo Consignado

Seu filho entrou em uma Universidade em outra cidade e, ao fazer o planejamento financeiro familiar, compensaria comprar um outro imóvel no local, já que futuramente a família tem plano de se mudar para lá.

Só que os juros do financiamento imobiliário não estão colaborando. Em março deste ano, a Caixa Econômica Federal elevou as taxas de juros para o financiamento da casa própria e, com isso, a taxa efetiva total para não cliente do banco subiu de 9,9% ao ano para 11,22% ao ano nas compras pelo Sistema Financeiro Imobiliário (SFI).

Uma alternativa viável é usar o empréstimo consignado para adquirir o novo bem. Entretanto, o crédito consignado em folha comprometeria 45% do seu salário. Será que é possível conseguir uma exceção?

O empréstimo consignado é um crédito descontado diretamente do salário que você recebe. Por esse motivo, existe um limite que o banco aceita para emprestar a verba e não prejudicar o seu orçamento.

 

A margem de empréstimo consignado disponibilizada pelas instituições financeiras não pode comprometer mais do que 35% do seu salário – esse valor é chamado de margem consignável.

Mas há um detalhe importante: desse limite de 35%, obrigatoriamente, 5% só poderá ser utilizado no cartão de crédito consignado. Ou seja, você pode solicitar um empréstimo consignado de 30% da sua renda ou benefício e, caso seja necessário utilizar os 35% total – com a ressalva que esses 5% só podem ser via cartão consignado.

 

Para aprender a calcular sua margem, o primeiro passo é identificar o quanto desse pagamento é o benefício líquido, ou seja, qual o valor real dele quando você tira os impostos e outros descontos.

Se o seu salário bruto é R$ 2.000,00 mensais, antes de tudo você vai precisar descobrir o quanto recebe líquido no mês e isso será feito ao subtrair os valores de impostos e descontos. Feito isso, pegue o valor do benefício líquido e multiplique a quantia por 0,35.

Fórmula : Salário líquido (R$ 1.780,00) x 0,35 = R$ 623,00 (esse é o valor máximo da parcela mensal)

Portanto, para a segurança do seu orçamento, a margem de empréstimo consignada permitida pelas instituições financeiras é de 35%. Se para comprar o imóvel em outra cidade você precisa de um crédito que comprometa um valor acima dessa margem, o mais indicado é que você organize as finanças, poupe o que for possível e junte uma quantia para diminuir o valor total necessário para dar esse passo tão importante para toda a família.

Às vezes, vale mais adiar o plano por alguns meses do que colocar em risco as finanças pessoais.

Leia mais sobre Empréstimo Consignado:

Voltar